The Good Wife Guide

The Good Wife Guide - Capa

Mais um livro bem-humorado da Cider Mill Press e com visual rétro. O belo livro “The Good Wife Guide – 19 Tips For Keeping a Happy Husband” entra mesmo na onda do “antigo”, manda bem nas fontes, cores e a capa vem com sinais de gasto, mas sem ser grunge. Como é baseado nos anos 1950, não somente os elementos gráficos ilustram a época como também um certo machismo que, na minha opinião, deve ser levado na brincadeira, afinal de contas todo o restante do livro brinca com esse período de um modo quase escrachado, né? Os temas das regras, claro, não são para as mulheres de hoje!

Alguns exemplos das “regras para ser uma boa esposa”:

The Good Wife Guide - Regra # 5

The Good Wife Guide - Regra # 6

The Good Wife Guide - Regra # 8

The Good Wife Guide - Regra # 14

The Good Wife Guide - Regra # 19

The Good Wife Guide - Quarta capa

A impressão é bem legal e as páginas são emplastadas num papel bem grosso, estilo um duplex.

Veja também:

The Good Husband Guide The Good Husband Guide – 19 Tips For Domestic Bliss

O outro livro da Cider Mill Press, com as regras pros rapazes se tornarem “bons maridos”

Vintage ou rétro?

É bem comum encontrar essas duas palavrinhas (em evidência) em textos, imagens de referências, camisetas, refrigerante e tantos outros lugares. Muitas vezes são usadas incorretamente. O que é rétro? O que é vintage? Tem diferença? Sim, tem. E muita.

Vintage

Deixando de lado sua origem, que é relacionada ao cultivo e safras de vinhos, o vintage basicamente é o “oficialmente antigo” e de boa qualidade. O dicionário Michaelis define como “clássico, de qualidade ou importância reconhecida”.  No dicionário Oxford, enquanto substantivo, vintage significa “o tempo que algo de qualidade foi produzido”. Como adjetivo, vintage é “relacionado a algo de alta qualidade, especialmente algo do passado”. Um Cadillac 1956, é um carro vintage.

Rétro

É a imitação de um estilo antigo nos tempos atuais. Para o autor Beat Schneider em Design – Uma Introdução (Ed. Blucher, p. 206), o design retro look é “Ao contrário das reedições, trata-se de uma reinterpretação atual de características históricas do design. Os produtos lembram os seus predecessores, mas, ao mesmo tempo, sua linguagem de produto não deixa dúvidas de que eles provêm da atualidade. De forma simbólica, são referências ao passado e ao presente. Exemplos destacados no design de automóveis: o ‘New Beetle’ da Volksvagen ou o ‘Mini’, da BMW”. No dicionário Oxford, como adjetivo rétro é “algo que imita um estilo, moda ou design de um passado próximo”. Enquanto substantivo, rétro é “roupa ou música que o estilo é uma imitação de um passado recente”. Teve sua origem nos anos 1960, de French rétro, abreviação de retrógrado.

Aqui no DESIGNICES tem bastante post de coisas vintage e rétro, dê uma espiada 🙂

The Good Husband Guide

Capa do livro The Good Husband Guide

Quando vi esse livro a primeira vez, de longe, até pensei que fosse “um guia de verdade de como arrumar um bom marido” dos anos 1950.

Pausa: Não, não estou procurando um marido, nem pretendo procurar, ohohoh 🙂

Quando cheguei perto percebi que se tratava de uma publicação atual muito bem humorada e de cuidados minunciosos com o visual típico das revistas americanas estilo milk shakes, hambúrgueres e atendentes de patins, bem anos 1950. Essa divertida edição tem 44 páginas bem impressas, emplastadas papel grosso (algo como um duplex) e lombada quadrada. São “19 dicas”, cada uma com uma foto, para a mulher identificar o marido ideal. Algumas “dicas”:

"Regra" 4 do livro The Good Husband Guide

"Regra" 6 do livro The Good Husband Guide

"Regra" 7 do livro The Good Husband Guide

"Regra" 10 do livro The Good Husband Guide

Quarta capa do livro The Good Husband Guide


Veja também:

The Good Wife Guide The Good Wife Guide – 19 Tips For Keeping a Happy Husband 

O outro livro da Cider Mill Press, com as regras pras moças manterem um marido feliz