Designices

O Maurício de Souza, sem dúvida, tem uma carreira brilhante: Soube dar identidade e personalidade às suas criações, foi e é admirado por diversos nomes dos mais importantes das histórias em quadrinhos mundiais, soube fazer seu trabalho principal e empreendedor muito bem, tem fama internacional (talvez até muito mais do que imaginamos…) e tudo começou, no caso da Turma da Mônica, com inspiração na sua filha.  E é essa força, a carreira e as mudanças da Mônica e sua turma que estão estiveram na exposição “Mônica: A criação do personagem brasileiro” (QUE ACABOU), assim como as versões ao redor do mundo e as interpretações das personagens por outros grandes e renomados ilustradores.

Tem a capa da primeira revista da Mônica e a sua turma, do comecinho da década de 1970:

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Entre outras esculturas, a que mais me chamou a atenção foi a do “Cebolinha, o Pensador”, logo na entrada:

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Essa é a Mônica original, filha do Maurício de Souza, segurando o coelho de pelúcia:

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

O processo criativo do Maurício de Souza, nos traços simplificados e peculiares de sua personagem mais famosa:

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

E Turma da Mônica em vários idiomas:

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

O “encontro” da Mõnica real e a Mônica dos quadrinhos, na Folhinha de São Paulo de 1964:

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Mônica pelo mestre Will Eisner, encontrando Spirit:

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Maurício de Souza com ilustradores estrangeiros, como os criadores da Hello Kitty e do Garfield:

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Mõnica no Rio, por Milo Manara:

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Foto da Exposição "Mõnica: a Criação do personagem brasileiro". Crédito: Marco Moreira (@ximarquinho)

Vimos essa exposição no Sabadão Cultural e o Marco documentou em seu blog (leia o post) e me cedeu uso de todas as fotos que tirou (veja seu Flickr, vale a pena!)

A exposição fica até o dia 27 de setembro no Espaço Cultural Citi:
Av. Paulista, 1111, térreo, (11) 4009-3000 (ver mapa do local)
Segunda a sexta-feira, das 9 às 19 horas; aos sábados, domingos e feriados, das 10 às 17 horas
Entrada GRATUITA