Designices

Inicio aqui uma nova categoria no DESIGNICES: A Trilha Sonora! A ideia é trazer inspirações musicais grátis, free e na faixa, em canções cheias de inspirações e referências, multidisciplinares como o design, naturalmente interessantes. Para começar…

Pitanga em Pé de Amora

Mp3 donwload grátisMúsicas autenticamente brasileiras, muito bem elaboradas que incorporam chorinhos, marchas, tangos, baiões, jazz… Tudo numa doçura e fluidez muito interessante de arranjos precisos e músicas que viciam pela qualidade,  pelas cadências e pelas narrativas, ao passo que nenhuma das faixas tem caráter apelativo ou refrões “chiclete”.

Download de Pitanga em Pé de Amora
(70,3MB)

Quem quiser saber mais sobre esse incrível grupo, pode acessar o site oficial.

E você? Tem alguma dica de som legal e legalmente gratuito pra inspirar nossos expedientes? Deixa aí nos comentários ;-)

  

  

  

É, não tem nada aqui, mesmo. Mesmo, mesmo. Foi só uma piada baseada na minha indignação do formato “Tetris” que os layouts de sites de conteúdo usam. Espaço em branco é visto como “possibilidade de alguma coisa entrar ali”, simplesmente pra não ficar “muito branco”. Ser simples está muito complicado, a publicidade só falta querer escrever junto dos textos das matérias pra vender, dezenas de informações devem dividir espaços nobres nos templates e todas são principais. É como ter uma página com todo o texto em negrito. Os destaques somem, tudo vira um mingau de conteúdo, consumido por ninguém.

  

  

  

  

  

  

Teremos em São Paulo o lançamento do incrível [sei que é, tenho e estou lendo! :)] livro do professor Gui Bonsiepe, chamado Design, Cultura e Sociedade, da Editora Blucher.

Convite versão “tô com pressa, quero saber logo”:

"Flyer" do lançamento do livro Design, Cultura e Sociedade, de Gui Bonsiepe
Lançamento do livro Design, Cultura e Sociedade, de Gui Bonsiepe (veja o livro no site da Blucher)
Evento gratuito
Terça, 16/08, a partir das 19:30
Museu da Casa Brasileira
Av. Faria Lima, 2705 (veja no mapa)
11 3032-3727
São Paulo – SP

Por favor, divulgue para os amigos e interessados.

Convite versão “que legal, quero saber mais!”:

Livro Design, Cultura e Sociedade, de Gui Bonsiepe

O livro aborda características fundamentais do design, que são as relações com a sociedade e a cultura, como o título bem explica. A questão é que nem sempre nos deparamos com isso quando trabalhamos apenas com o design aplicado a comunicação comercial e peças “vendedoras”. Como é um assunto por vezes polêmico, pode render boas discussões. Bonsiepe fala sobre projetos de design na periferia, como o design pode ajudar no desenvolvimento social, o contexo sociopolítico do trabalho projetual. Acho que pelo sumário dá pra ter uma ideia do que me refiro:

01. Design e Democracia
02. Algumas Virtudes do Design
03. Identidade – Contraidentidade do Design
04. Cognição e Design – O papel da Visualização para a Socialização dos Conhecimentos
05. Retórica visual-verbal
06. Patterns Audiovisualísticos – uma Contribuição à Semiótica Empírica
07. Um Olhar sobre as Falhas (breakdowns) e Juntas.
08. Entre Ocularismo e Verbocentrismo
09. Pensamento Operacional e Pensamento Contracorrente
10. Racionalismo Militante em um Laboratório de Inovação Cultural
11. Design e Pesquisa do Design – Diferença e Afinidade
12. Inovação, Design e Globalização

Quanto ao professor Gui Bonsiepe (site oficial): Cursou a escola de ULM nos anos 1950. No final da dácada de 1960 mudou-se para a America Latina. No Chile, além de dar acessoria para pequenas e médias empresas na área de design industrial,  ele criou Desnvolvimento de Produtos no Comitê de Investigações Tecnológicas, depois foi pra  Argentina e criou a Área de Desenvolvimento de Produtos no Instituto Nacional de Tecnologia Industrial. Depois disso, nos anos 1980 no Brasil, criou e coordenou o Laboratório Brasileiro de Desenho Industrial. Foi docente em diversas universidades latino e norte-americanas, asiáticas e europeias. Foi vice-presidente da Internacional Council of Societies of Industrial Design e presidente da Swiss Design Network. Escreveu diversos livros na área e [evidentemente] estará no evento, para autografar os livros e vai falar rapidamente de como foi escrever o livro e também um pouco sobre a história do design. Além, claro, de bastante gente legal que certamente estará por lá. Fora que visitar o Museu da Casa Brasileira já é bem bacana, né?

Lançamento do livro Design, Cultura e Sociedade, de Gui Bonsiepe (veja o livro no site da Blucher)
Evento gratuito
Terça, 16/08, a partir das 19:30
Museu da Casa Brasileira
Av. Faria Lima, 2705 (veja no mapa)
11 3032-3727
São Paulo – SP

Por favor, divulgue para os amigos e interessados.

Quem vai? ;)

Para Entender as Mídias Sociais, ebook grátis, organizado por Ana Brambilla

Faça o download grátis! (PDF de 1,2 MB)

 
Foi com muita felicidade que aceitei o convite da jornalista Ana Brambilla (conheça blog dela / siga no twitter) para escrever um artigo sobre design nas mídias sociais e fazer a capa do ebook grátis “Para Entender as Mídias Sociais” (que tem um blog só pra ele e links para download no Issuu, 4shared, Scribd e Slideshare ). Essa publicação, que contou com participação de 38 profissionais (além da organizadora) que ilustraram as mídias sociais em diversos temas. Dá uma olhadinha no sumário:

Prefácios:
Motivos para ler esse livro / Juliano Spyer
Para quebrar a cabeça com as mídias sociais / Edney Souza
A  Nova Revolução: as Redes São as Mensagens / Raquel Recuero

Núcleo Bases:
… Conectadas e Social Machines  /  Walter Lima
… Orkut ou Facebook?  /  Rafael Sbarai
… A “Morte” dos Blogs  /  Alexandre Inagaki
… Design  /  Rogerio Fratin
… Mobilidade  /  Fernando Carril
… Games  /  Rafael Kenski
… Social Media Day  /  Caroline Andreis

Núcleo Mercado:
… Mercado de Agências  /  Gil Giardelli
… Segmentação  /  Guilherme Valadares
… Marcas  /  Eric Messa
… Viralização  /  Ian Black
… Buzz  /  Thiane Loureiro
… Métricas e Avaliação de Resultados  /  Ricardo Almeida
… Universo Corporativo  /  Carol Terra
… Mercado Editorial  /  Nanni Rios

Núcleo Redação:
… Narrativas Digitais  /  Pollyana Ferrari
… Jornalismo  /  Ana Brambilla
… Coberturas Participativas  /  Luciana Carvalho
… Relevância  /  Rodrigo Martins
… Relacionamento com o Leitor  /  Nívia Carvalho
… Tempo-Real no Jornalismo  /  Barbara Nickel
… TV  /  Filipe Speck

Núcleo Persona:
… Celebridades  /  Ivan Guevara
… Moda  /  Gisele Ramos
… Esportes  /  Willian Araújo
… Música / Katia Abreu
… Fakes  /  Jorge Rocha
… Narcisismo  /  Susan Liesenberg

Núcleo Social:
… Política  /  Marcelo Soares
… Administrações Públicas  /  Ivone Rocha
… Questões Jurídicas  /  Rony Vainzof
… Mobilização Social   / Fernando Barreto
… Educação  /  Bianca Santana e Carolina Rossini
… Movimento Hacker  /  Rafael Gomes
… Classes Populares  /  João Carlos Caribe

Os textos estão bem interessantes e o pessoal mandou muito bem. O livro cabe em qualquer email, baixe e mande pros amigos!

Parabéns pra todos os envolvidos e congratulações especiais pra Ana Brambilla, pela atitude maravilhosa, pela determinação e trabalho impecável.

Faça o download grátis! (PDF de 1,2 MB)

 
Pra capa eu resolvi brincar com um visual “Déjà vu” (daqueles que você fica com a impressão que viu antes), com o homem como centro de tudo (como é nas mídias sociais), com proporção áurea e o detalhe pra deixar divertido: uma etiqueta de biblioteca na capa, como se o livro fosse scanneado de uma biblioteca para ser distribuído.

No artigo que eu escrevi eu questiono se as mídias sociais ajudam ou atrapalham o desenvolvimento do design. Dá uma lidinha e diga o que achou nos comentários, vai?
:)

Vai acontecer uma palestra BEM legal com um dos grandes mestres da tipografia no Brasil, o Claudio Rocha. O foco da palestra vai ser contar sua trajetória profissional, desde os primórdios.

O evento fará parte do “Sábado da memória“, onde todos os sábados algum dos grandes representantes das artes gráficas brasileiras é homenageado na Biblioteca São Paulo. Quando falo GRANDES representantes, são GRANDES mesmo: lá já passaram nada menos que Angeli, Ziraldo, Benício, Canini, Lourenço Mutarelli, Alcy e muitos outros. A curadoria é de Gualberto Costa, Daniela Baptista e Mario J. Silva.

Para a palestra o Claudio me falou que “abriu o baú” e encontrou diversos dos seus arquivos “arqueológicos” do design da sua carreira:

Ilustração de Claudio Rocha

Ilustração de Claudio Rocha

Embalagem de extrato de tomate Cirio, por Claudio Rocha

Aliás, entre os posts mais visitados desse blog estão o livro Tipografia Comparada – 106 fontes clássicas analisadas e comentadas, a Revista Tupigrafia 9 e a Revista TIPOITALIA 2. Além de tipógrafo e escritor e mais um monte de coisas, Claudio Rocha também cuida junto com Marcos Mello da Oficina Tipográfica São Paulo, onde além de ministrarem cursos de tipografia manual, também fazem trabalhos comerciais e experimentais à moda antiga.

Capa do livro Tipografia Comparada, de Claudio Rocha Capa da revista TIPOITALIA 2, por Claudio Rocha Capa da revista Tupigrafia 9, por Claudio Rocha

Dia 27 de novembro, às 14h, entrada franca grátis na faixa free :)
Parque da Juventude, Avenida Cruzeiro do Sul, 2630, Santana – São Paulo
(pertinho do metrô Carandiru, veja no mapa)

3º LIDE: Linguagem, informação e design editorial - Inscrições abertas!

Já estão abertas as incrições para o 3º LIDE, grande evento de linguagem, informação e design editorial. Fui no ano passado no 2º LIDE (veja o folder do 2º LIDE) na companhia do camarada Marco Moreira e foi incrível (ele postou no MAGELSTUDIO a respeito). Ótima oportunidade de rever amigos, conhecer mais gente do mercado e aprender bastante com as experiências dos colegas palestrantes.

Nessa edição, que acontecerá na Editora Globo (Av. Jaguaré, 1485 – veja o mapa do local), no dia 6/11, das 10 às 15.

Para se inscrever, acesso o site: http://weblide.org/ (espero que ainda tenha vaga!)

No 3º LIDE a programação será:

Tempo x Qualidade, com Marcos Marques e Alexandre Lucas (Revista Época/Editora Globo)
Infografia na TV, com Júlio Balasso (TV Record)
Decifrando o jornalista, com Emiliano Urbim e Renata Steffen (Revista Superinteressante/Editora Abril)
Infografia e jornalismo on-line, com Daniel Lima, Carlos Lemos, Fabio Sales e Tcha-Tcho (Jornal O Estado de S. Paulo)
“Luana não tem mais Dado em casa” e outras capas do Meia Hora, com Henrique Freitas (Meia Hora)

Vejo todos lá! :)

O FILE 2010, sigla para ‘Festival Internacional de Linguagem Eletônica’, é sempre aquele lugar que vale a pena ‘gastar’ uma horinha. Lá você encontra pessoas jovens, mais jovens e até os menos jovens, todos se divertindo com as diversas instalações interativas e as peças digitais disponíveis em vários computadores espalhados pela exposição, que está na sua 11ª edição e representa o maior acontecimento dessa categoria de arte + tecnologia da América Latina.

FILE 2010 (Festival Internacional de Linguagem Eletrônica)
FIESP – Avenida Paulista 1.313 (próximo ao metrô Trianon-MASP) – ver mapa
Segunda, das 11h às 20h
Terça à sábado, das 10h às 20h
Domingo, das 10 às 16
A exposição fica até o domingo, 29 de agosto de 2010
Entrada franca
Mais informações em www.file.org.br

Vale a pena dar uma passada no Itaú Cultural de São Paulo para observar e interagir com as 11 obras da quinta bienal Emoção Art.Fficial – Autonomia Cibernética.

Tem chance de visitas agendadas. Interessante é um aparelho mp4 que eles emprestam para uma visita com vídeos extra sobre as obras, no piso 1S.

Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149 (próximo da estação Brigadeiro de Metrô) – ver mapa
De terça a sexta, 9h às 20h
Sábado, domingo e feriado, 11h às 20h
A exposição fica até o domingo, 5 de setembro de 2010
Entrada franca
Mais informações em www.emocaoartficial.org.br ou pelo telefone 11 2168-1777

Museu do Expedicionário, fachada

Fã de elementos visuais militares, aproveitei minha estada em Curitiba (PR) e dei uma passada no Museu do Expedicionário. Além desses elementos, encontrei diversos artefatos que me surpreederam bastante.

Do lado de fora do Museu, tem um tanque de guerra, um avião, um torpedo marítmo da Marinha do Brasil, uma âncora e um canhão para ataques terra-ar. Lá dentro, além de outros canhões e dezenas e dezenas de metralhadoras, rifles e granadas, tem também os uniformes originais dos exércitos de diversos países da época da Segunda Guerra Mundial, período foco da atração, também pode-se encontrar distintivos, objetos pessoais dos soldados, blocos de anotações com diários de guerra, mapas originais com as estratégias bélicas, fotos dos militares lutando, andando, comendo, recebendo cuidados médicos (e de judeus sendo mortos pelos nazistas…), reproduções de jornais da época, embalagens de produtos que eram ilustradas com a guerra, manifestações conta o envolvimento brasileiro na guerra, cartas, materiais capturados dos alemães, mapas dos locais da Guerra e muitos outros. Aí vão umas fotos (do lado de fora, dentro não pode…):

Canhão em frente ao Museu do Expedicionário

Avião Thunderbird, da Segunda Guerra Mundial, em frente ao Museu do Expedicionário

Detalhe do avião Thunderbird, em frente ao Museu do Expedicionário

Tanque da Segunda Guerra Mundial, em frente ao Museu do Expedicionário

Detalhe do tanque da Segunda Guerra Mundial, em frente ao Museu do Expedicionário

Placa explicativa no Museu do Expedicionário, em Curitiba

Museu do Expedicionário, Curitiba (PR)

Praça do Expedicionário, Alto da XV
(41) 3362-8231
Funcionamento: De terça à sexta-feira, das 10h às 12h e das 13h às 17h. Aos sábados e aos domingos das 13h às 17h.
A entrada é franca, grátis e free!

Pra quem gosta de fotos (né, Marquinho? Né, Tanaka?) é um prato cheio. São 133 fotos do sujeito e a entrada é franca, grátis, free, na faixa. Essa exposição está acontecendo como parte do “Ano da França no Brasil”, o qual rende programação pro SESC de abril à novembro de 2009. Eu nunca tinha ouvido falar no Henry Cartier, mas li por lá que ele foi um dos maiores fotógrafos do século passado. Depois que entrei, pude constatar porque estava escrito isso. Confesso que me surpreendi demais com as texturas, repetições e casualidades que ele registrou com seus cliques. As composições são impressionantes em situações cotidianas. Como “apenas adoro fotografia”, mas não tenho técnica para produzi-las, vou evitar comentar a tecnê pra nao cometer nenhum equívoco.

Tem umas fotos que o cara fez no Flickr do SESC (aliás, legal o SESC ter um Flickr, né?)

O SESC Pinheiros:
Rua Paes Leme, 195, Pinheiros
São Paulo – SP
CEP 05424-150
Telefone: 11 3095-9400
Fax: 11 3095-9402
E-mail: email@pinheiros.sescsp.org.br

Depois me falem aqui nos comentários o que acharam.