Misturando café com Design

Quando cheguei à empresa, muitos desafios me aguardavam, mas um deles era o mais desafiador: fazer a empresa (toda) entender o que a equipe de Design fazia. Como explicar o que era possível ser feito pela minha área sem que houvesse reuniões, apresentações formais ou qualquer outra formalidade? A solução veio, com café. E foi bem eficaz.

Quase toda grande empresa tem máquinas de café, dessas que a gente usa pra sair da mesa e desopilar os pensamentos. O café dessas máquinas, claro, não serve para ser um café de verdade. Serve pra pausa, para encontrar outros funcionários, para se preparar para o próximo trabalho. E foi nessa brecha que eu agi: na primeira semana de trabalho, levei uma garrafa térmica, café em grão, um moedor elétrico, coador e filtros de papel. Fiz café na minha mesa, as pessoas olhavam com cara de “hein?” e o cheiro tomava conta de parte das baias. Minha equipe foi convidada a pegar café (claro, todos pegaram) e os que olhavam eram convidados também. Alguns se aproximaram, pegaram um copinho. Eu repetia esse procedimento pelas 10:00 e pelas 16:00. Aos poucos mais gente ia pegar meu café. A “armadilha” estava preparada.

Um belo dia, preparei fluxos de navegação de aplicativos Android e iOS, imprimi cada interface numa folha A4 e grudei todos, ordenados, na parede exatamente ao lado de onde eu sentava – e preparava o café. E chegou a hora: café pronto, logo chegaram os primeiros bebedores. As perguntas tão breve quanto se pode, vieram: “o que é isso?”, “vocês que fazem isso?”, “aqui vocês também estudam como o aplicativo é usado?”, “pra que serve isso?” e tantas outras. Tão informal quanto o café, eram dadas explicações. O primeiro e mais significativo passo foi dado. Depois foi só seguir 😉

E você? Já se deparou com esse tipo de desafio? Como procedeu?

Autor: Rogério Fratin

Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, 2016, com a pesquisa Design Thinking Aplicado à Educação. Bacharel em Design Digital pela Universidade Anhembi Morumbi, 2005.

2 pensamentos em “Misturando café com Design”

  1. Fala Fratin!!!!! Mais um excelente texto, como sempre. Interessante o experimento. Aguçou a curiosidade da equipe pela boca, literalmente! Hahahaha!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *