Animações nos filmes do Monty Python

O grupo inglês Monty Python mantém sempre a sua linha humorística com bastante identidade, seja nos filmes, seja nas esquetes, seja ao vivo, nas capas dos DVDs e nos nomes. Na versão de DVD duplo de “Em Busca do Cálice Sagrado“, por exemplo, eles chamam de “versão extraordinariamente de luxo”. Para “A Vida de Brian“, a versão é “imaculada”. Tem também “Os Cavaleiros que Dizem Ni”, ou a lebre assassina, quem sabe até as sessões de apedrejamento ou a canção “Todo esperma é sagrado”… E isso se replica em tudo. É como um “bom projeto de design”, onde na visão holistica do projeto e a identidade conceitual se mantém.

Algo bastante interessante nos filmes são as animações. Como são da década de 1970 e comecinho da de 1980, tudo devia ser feito “na mão”. A mistura de non-sense com a temática e estética do filme, somado a trilhas sonoras cuidadosamente criadas, fizeram com que essas animações servissem de referência pra mim, principalmente na hora de tentar pensar em soluções diferentes ou, pra usar um clichê, “sair da caixa”.

Olha que legal a introdução de “A Vida de Brian“, de 1979:

Para “O Sentido da Vida“, de 1983, eles seguem a mesma linha (uma canção-tema e as animações de acordo com o enredo do filme):

Já no filme “Em Busca do Cálice Sagrado“, de 1975, as animações apareciam em pequenas vinhetas no meio do filme. Mas na versão especial dupla do DVD vem nos bônus a animação em LEGO de uma cena inteira do filme, cada detalhe cuidadosamente trabalhado e o “timing” certinho:

E você? Gosta de Monty Python? :)

4 comentários sobre “Animações nos filmes do Monty Python

  1. Monty Python é ótimo!
    Cresci vendo meu pai assistir esses filmes, e é claro o que mais me chamava a atenção eram as animações, geniais! Aquela em que o sol tem pernas e pula na terra, fazendo estardalhaço é muito nostálgica para mim…é do Cálice Sagrado?
    Até!!

  2. A arte tem o poder de nos impressionar e também de nos dominar pela emoção. Acredito que o grupo inglês Monthy Python conseguiu este feito. Apesar de essas animações terem sido realizadas nas décadas de 70 e 80 elas me parecem bem atuais. No campo das artes nunca se acaba de aprender haverá sempre novas coisas a descobrir.

    Att.
    Solange Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>