A relação do designer com profissionais de outras áreas

Sempre ouvimos falar e falamos de como os profissionais das outras áreas são “isso ou aquilo”, mas temos poucas chances de saber o outro lado da história. Como e o que podemos melhorar? Como nos apresentamos para os clientes? Como nossos chefes nos vêem?

Fiz essa (pré) pesquisa pra tentar identificar alguns pontos que julgo interessantes. São apenas dez questões, leva menos de 5 minutos para responder. Pode me ajudar? Fique à vontade pra compartilhar com quem quiser, Twitter, Facebook, tudo.

Em breve aqui no blog vou divulgar os resultados. É legal pros designers e pra quem trabalha com eles.

Muito obrigado!

Create your free online surveys with SurveyMonkey, the world’s leading questionnaire tool.

A ideia, depois dessa, é pegar os pontos principais e aprofundar outra pesquisa. Nada melhor do que um ambiente e clima propício para o trabalho, né?
;)

Facebook Linkedin Twitter

4 comentários sobre “A relação do designer com profissionais de outras áreas

  1. Estarei sempre disponivel para qualquer ajuda e estes profissionais que considero fundamental no desencolvimento de qualquer nação. Trabalhei anos com profissionais da area e só tenho a elogiar e agradecer no que aprendi muito.

  2. Falando sobre a ultima questão do questionário, talvez o defeito seja que muitos designers ainda acham que fazem “arte” e não pensam na estratégia e na funcionalidade do negócio, apenas na estética do brilho, da sombra e da textura. E se neste caso ele ainda tem autonomia e poder de decisão, pode acabar comprometendo a qualidade do produto como um todo.

    Acho que eu como profissional de AI, tenho visto mudanças em relação ao trato com os designers. Trabalhei na Abril e depois passei por umas 4 agências e tenho visto cada vez mais cooperação do designer com o meu trabalho. Na maioria dos casos sempre muito colaborativos e dispostos a fazer um projeto legal. Salvo diretores de arte estrelinhas que ignoram a usabilidade em prol do bevel e emboss do botão. Ou então os menos experientes (ou com menos iniciativa) que apenas “pintam” o wireframe sem discutir uma solução que talvez seja ainda melhor da que veio da Arquitetura.
    No caso desta pesquisa, levei em consideração os casos felizes que tive. Tb tive um caso que o DA não aceitava muito o meu pitaco de AI, mas foi um caso isolado, sem muito stress e com um baixo grau de conflito, digamos.

    Ótimo post, Roginho! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>